A prática dos esportes tem sido o melhor indicador de qualidade de uma profilaxia adequada e bem estruturada. Desde o início de suas atividades, em consonância com as orientações dos profissionais, a AjudeC procura desenvolver práticas esportivas com os pacientes e familiares.

Nesse sentido, o projeto Moleque bom de bola promoveu uma atividade de recreação e lazer por meio do futebol com fator integrador e inclusivo das pessoas com hemofilia na sociedade. Desta forma, tal projeto criou situações que favoreceram a criatividade, adaptação e adequação, desenvolvimento de estratégias de jogo, trabalho em grupo e participação ativa de todos;

O esporte escolhido foi futebol por ser a porta de entrada das atividades esportivas na cultura brasileira. Ao iniciar o jogo de futebol, o paciente ganha a confiança suficiente para praticar outras modalidades esportivas;

Sob o ponto de vista médico, os esportes estimulam ao paciente a aderir ao tratamento preventivo, pois, ao tomar gosto pelos esportes, ele se vê estimulado a aplicar o fator de coagulação antes de iniciar a prática esportiva.

Foi observado por relato da equipe multiprofissional que muitos hemofílicos adultos, no passado, jogavam bola às escondidas, com menos recursos terapêuticos que os atuais. Por isso, estimular ao jogo assistido e acompanhado por profissionais é muito menos danoso para o paciente;

O futebol é considerado com hemofílicos pois não é exclusivo para eles, ao contrário, o jovem hemofílico deve jogar com outros jovens, intencionalmente, para dar-lhe a segurança da normalidade; e

Por ser a paixão nacional, o futebol estimula o pai e familiares a estarem presentes e a participarem no familiar na vida do paciente o que facilita a estabilidade emocional de todos.

Além de se tratar de uma atividade-controle da profilaxia, os esportes, com ênfase no futebol, possibilitam combater o sedentarismo e estimular o espírito em equipe.
Quando não existe uma profilaxia adequada, o paciente não consegue praticar esportes. A estimulação às práticas esportivas são para todas as ocasiões e idades. Respeitam-se as vocações dos pacientes e suas limitações físicas porventura existentes.

Alguns pacientes praticam outros esportes como a musculação e a natação, mas de forma mais individualizada. Em bora a prioridade seja a prática coletiva, a AjudeC, sempre que possível, apoia os esportes individuais.

A Ajude-C criou o ProfilaXYa Futebol e seu grito de guerra, elaborado pelos atletas é “Atitude- Parceria- Determinação- Profilaxia”.

Natação Ajude-C
Futebol Ajude-C
Futebol Ajude-C
Futebol Ajude-C
Futebol Ajude-C
Futebol Ajude-C
pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese